NOTÍCIAS

Ilhabela participa da Feira Internacional de Turismo na Espanha

Pin it +1

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo da Prefeitura de Ilhabela, está presente na Feira Internacional de Turismo (FITUR), que teve início ontem, dia 17. O evento, realizado no Centro das Feiras de Ifema, na cidade de Madri (Espanha), é uma das maiores produções na área e a mais importante da Península Ibérica.

Nos chamados pavilhões nacionais, as particularidades das regiões são apresentadas aos visitantes da feira, consistindo principalmente de decisões na indústria do turismo, como agências de viagens e associações de turismo. O evento também é considerado a porta mais importante para o mercado latino-americano.

O evento termina no próximo domingo, 21, e Ilhabela participa como coexpositora no estande do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). O município é o responsável pelo segmento de multiprodutos, tendo como público alvo o trade (conjunto de equipamentos da estrutura constituintes do produto turístico) e potenciais turistas.

“Esta feira é uma das mais importantes do mundo, um mercado para divulgação do município e está dentro da estratégia indicada pelo Plano de Marketing do arquipélago”, explicou o diretor de Promoção Turística, Luis Maio, que representa a Prefeitura de Ilhabela na Espanha.

Na oportunidade, Maio também ministrará uma capacitação para agências do trade espanhol, organizada pela Coordenação-Geral de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo da Embratur.

 

FITUR – No geral, o evento serve como uma plataforma de comunicação global para desenvolver estratégias futuras, levando em consideração as mudanças na demanda do consumidor e promovendo o negócio do turismo. Na edição do ano passado, a FITUR conquistou o recorde de participação com 9.893 empresas expositoras de 165 países e regiões; 135.838 participantes profissionais e 109.134 visitantes do público em geral. Segundo informações da pasta responsável, notou-se um aumento de 18,8% dos visitantes profissionais internacionais em comparação com a edição de 2016.