Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Ilhabela e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
27
27 MAR 2024
EDUCAÇÃO
Prefeitura de Ilhabela oferece alimentação escolar personalizada aos alunos da Rede Municipal de Ensino
enviar para um amigo
receba notícias

Em Ilhabela, 50 unidades da Rede Municipal de Ensino, entre escolas e projetos, recebem uma alimentação escolar de qualidade que segue as diretrizes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), fomentado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), mantendo um alto padrão de qualidade, com um cardápio elaborado desde a nutrição até o sabor.

O cardápio é totalmente elaborado por nutricionistas do setor de alimentação escolar, pensando em cada ciclo em que a criança está inserida e o que deve ser consumido dentro de cada faixa etária, como, por exemplo, a restrição do uso de açúcar nas creches.

A secretária de Educação, Lídia Sarmento, ressalta a importância de uma alimentação escolar de qualidade no desenvolvimento intelectual e físico dos alunos. “Os nossos alunos, principalmente de Educação Infantil e Fundamental I, estão em uma faixa etária de formação física e intelectual, então eles precisam de uma alimentação saudável, regrada, variada e que possa auxiliar no crescimento”, diz.

As crianças com necessidades alimentares especiais, com a devida de apresentação de laudo médico possuem uma alimentação adaptada, como é o caso do aluno Samuel Lins, que não pode consumir corante. “Não colocam corante e fazem uma comida diferente, aí depois eu vou comendo”, explica.

Na seleção de alimentos, é dada a preferência por produtos sem agrotóxicos, advindos da agricultura familiar e cooperativas. A compra dos alimentos é planejada para o ano inteiro, mas a entrega dos alimentos é realizada semanalmente com um controle de estoque feito anteriormente pelos manipuladores de alimentos, evitando o desperdício de alimentos. Os pães enviados para as escolas são produzidos na padaria da Secretaria de Educação, que entrega 8 mil pães por dia.

A manipulação correta dos alimentos também é importante nesse processo. O nutricionista João Paulo Burian ressalta o que é abordado nas capacitações dos manipuladores de alimentos “Na nossa capacitação de boas práticas de manipulação de alimento foram abordados diversos temas, como coleta de amostras, higienização adequada, a importância do uso de uniformes e toda a prática de manipulação de alimentos como a legislação determina”, frisou.

As escolas das Comunidades Tradicionais recebem o mesmo padrão de alimentação, apenas com algumas alterações devido ao transporte. “Fazemos o possível e o impossível para atender toda a demanda, porque sabemos o quão trabalhoso é chegar lá. A dificuldade é muito grande, mas a gente tenta sanar essas dúvidas e abastecer da melhor forma possível”, ressalta a coordenadora de alimentação escolar, Selma Garcez.

Não basta ser nutritiva, a alimentação também é pensada no sabor e em como será recebida pelos alunos. A nutricionista Ana Paula Ramos explica como é realizado esse processo de escolha dos temperos. “A gente também tenta deixar uma coisa mais democrática, os temperos que são mais aceitos, que trazem mais sabor ao alimento e que são in natura”, finaliza.

O cardápio semanal das escolas está disponível no site da Prefeitura de Ilhabela, no Portal da Transparência pelo link https://tinyurl.com/fwzdh48u.