Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Ilhabela e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
05
05 ABR 2024
CULTURA
Fundaci abre três exposições nesta sexta-feira em Ilhabela
enviar para um amigo
receba notícias
A partir desta sexta-feira (5), a Fundação Arte e Cultura de Ilhabela (Fundaci) apresenta três exposições inéditas. Duas delas serão realizadas no Centro Cultural Waldemar Belisário, na Vila, que recebe o trabalho das artistas plásticas Evelyn Liger e Tamie Ishiguro. Na mesma data, a sede da fundação, também localizada na Vila, Centro Histórico, recebe o trabalho de Gilda Pinna. As obras das três artistas ficam em exposição até o dia 28 de abril.

Sobre as artistas

Evelyn Liger é artista plástica, natural de São Paulo e residente fixa de Ilhabela há 18 anos. Cursou a Escola de Arte Brasil, teve aulas com Baravelli e Fajardo, assim como com o célebre Claudio Tozzi. Também estudou arte na Escola Municipal de Manheim, na Alemanha, em São Paulo e em Porto Alegre. A artista exprime a sua criatividade em pintura acrílica, colagens e aquarela em seu ateliê no arquipélago. Suas obras, compostas por cores motivadas pela natureza ao seu redor, decoram diversos lares e ambientes comerciais da cidade. Entre seus prêmios está o troféu principal do tradicional Salão de Artes Plásticas Waldemar Belisário, conquistado por duas vezes.

Tamie Ishiguro é natural de São Paulo e recentemente escolheu Ilhabela como morada. Depois de formada em Artes Plásticas pela Universidade Armando Álvares Penteado (FAAP), a artista foi morar no exterior em diversos países como Japão, EUA, Tailândia, Canadá, entre outros. No Japão, viveu por vários anos perto do Monte Fuji, trabalhando como fotógrafa. Foi na cidade de Machiko, na prefeitura de Tochigi, conhecida pelos ceramistas, que teve sua primeira experiência em cerâmica. A sinergia do Japão, combinados com os anos de estudo no Brasil, foi atribuída num conceito de arte orgânica contemporânea, onde a liberdade de usar a sua sensibilidade e sua criatividade para um design criativo e único! A amostra desta exibição insere três segmentos: a fotografia, cerâmica e a pintura.

Gilda Pinna é artista plástica, caiçara de Ilhabela e uma amante da vida. Parte de uma família reconhecida por revelar grandes artistas, seu primeiro contato com a arte foi ainda muito nova. Na adolescência conheceu o pintor argentino Rafael Desimone, que se tornaria seu marido e pai de seus seis filhos. Juntos mudaram-se para a Espanha, onde Gilda estudou arte no ateliê do grande gênio Salvador Dalí. Após alguns anos retornaram para Ilhabela, onde participa ativamente da vida cultural da cidade até hoje. Entre suas várias exposições destacam-se as realizadas na Espanha, com obras nos museus de Cadaqués e Girona, em Estocolmo, na Suécia, e em Portugal, além de diversas cidades brasileiras. Em 2000, na comemoração dos 500 anos de descobrimento do Brasil, a artista foi convidada para representar seu país em uma mostra de arte realizada em Lousada, uma vila portuguesa localizada na sub-região do Tâmega e Sousa, pertencendo à região do Norte e ao distrito do Porto. Em 2010, foi a primeira artista, e até hoje a única, a participar do Salão de Artes Waldemar Belisário como hors concours.

Serviço

"Cores de Verão"
Artista: Evelyn Liger
Período de exposição: de 5/4 a 28/4
Local: Centro Cultural Waldemar Belisário

"Artes do Sol Nascente"
Artista: Tamie Ishiguro
Período de exposição: de 5/4 a 28/4
Local: Centro Cultural Waldemar Belisário

"As Amarras"
Artista: Gilda Pinna
Período de exposição: de 5/4 a 28/4
Local: sede da Fundaci